LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

segunda-feira, 2 de maio de 2011

PORTAIS

Causou-me espanto constatar o quanto temos que apreender com os pequenos e reaprender com os que estão navegando nos extremos da vida.
Penso na relação dos mesmos com as portas.
Os pequenos abrem/fecham com alegria das possibilidades e descobertas.
Se fechada...lá está a friagem!!... medo “d”ela” chegar de repente...
 já é tarde, é outono... é quase inverno!! Por que sair da quentura do ninho aos olhos estranhos?
Venha, fica o convite,
abra-se!!!!!!!!
Portas são presentes,
nossas fechaduras e cadeados,
mas também sinalizam olhos, cérebro e aberturas.
Portas fechadas, batidas na cara, arrombadas, corroídas, novas, bem/mal pintadas;
todas, em nós, entalhadas.
Abertas deixam entrar a renovação da vida,
as visitas, nossos afetos e os sons da rua.
Por ela e através dela nos gastamos, transformamos, guardamos e resguardamos...
Na coleção que temos, e todos temos, algumas são raridades.
Marco inicial, a do nascimento,
a de aniversários,
das trocas de ano,
da marcação de calendários.
Portas de perdas, de novas moradas...
tal qual palafita no rio da vida à deriva,
leva todo o conjunto...


Verônica dos Santos Silva
Poeta, Professora e Orientadora Educacional

Posted by Picasa