LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

GAROTA DE LAGUNA DESAPARECIDA


Compartilhando postagem de DIRLENE BERGMANN



Garota de Laguna está desaparecida



A adolescente Talita Mário Rodrigues, 14 anos,

 moradora de Santiago, em Laguna, 

está desaparecida desde a última sexta-feira.

 Ela saiu de casa por volta das 16h30min e não retornou.

 Um boletim de ocorrência foi registrado pela família.

 Os parentes temem muito pela sua segurança. 

Quem tiver informações sobre o paradeiro deve entrar em contato 

com o pai da adolescente, Felipe Thiago Rodrigues, 

por meio dos números (48) 9669-1249 e 9152-1711.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

POR ONDE ANDAM NOSSAS PUTAS

A RESSACA -  Henri de Toulouse-Lautrec (Wikipedia)
por Márcio José Rodrigues

Acabaram-se, pelo menos aqui no interior, o assédio e trottoir das prostitutas embriagadas pelos bares da cidade a angariar clientes. Não mais se ouvem os diálogos bêbados sussurrados dos boêmios tresnoitados e as “mulheres de rua” nos botequins fumacentos.   Também fecharam os inferninhos, casas de tolerância e as famosas zonas cederam seus terrenos a áreas residenciais familiares e uma antiga “boite” de sucesso hoje é uma igreja evangélica.
Teriam sido elas exorcizadas, queimadas em fogueiras, expulsas de seu pecaminoso trabalho por campanhas sociais de uma comunidade unida e atuante, lúcida e participativa, rígida em seus conceitos de moral?

Se quiser saber, eu digo:

- As putas faliram!

Não aguentaram a concorrência que oferece sexo gratuito ou no máximo em troco de uma latinha de cerveja e um prato de batatinhas.
O banimento da moral e da prática religiosa, que começa pelos mais altos patamares da governança, a “liberdade” proclamada nos anos 60, os “anos dourados”, formaram gerações de pais amedrontados e apáticos que preferem não ver nem ouvir, para não se incomodarem com problemas que eles não têm capacidade de solucionar dentro de sua própria casa.
Foram vencidos pela crise da autoridade e da estrutura familiar.
O desprezo com que as autoridades tratam a família, o emprego, a educação, gerou seus frutos.  Perda de controle, libertinagem, curtição sem limites, álcool e drogas precoces, DSTs, desencanto com as pessoas, fragilidade de laços afetivos, frustrações amorosas, falência dos sonhos, ausência de futuro.
A mídia cada vez mais agressiva, dedicada até a raiz da alma ao culto de lucro sem escrúpulos, massifica sem trégua o seu evangelho segundo Bial:
- “Agarre tudo o que você puder agora! Amanhã pode não existir!
 É claro que generalizar é burrice e pecado.

As pessoas que não participam desta loucura, fiquem tranquilas. O mundo sempre terá uma chance melhor com vocês.

 Posted by Picasa

ENTRE DESPEDIDAS

Gaivotas em Laguna - foto Márcio José Rodrigues
por Jacqueline Aisenman *




 ”Entre as rotineiras, casuais, inesperadas, fáceis, árduas,temporárias, definitivas, voluntárias, indesejadas...Passamos nossa vida entre despedidas.

As que nem se percebe, pouco ou nada causam; outras deixam sensações que podem ou não durar. E tem aquelas que marcam tão forte como se um ferro quente cravasse nosso coração.
Despedimo-nos de pessoas e animais (ai, estas despedidas tantas vezes cruéis!); despedimo-nos de épocas (adeus infância, adeus juventude, adeus...); despedimo-nos de fatos (saudades depois?) e mesmo de objetos (aquela blusa que eu usava quando te conheci, o vestido daquele baile...).

Despedidas são sempre despedidas, e é nossa maneira de encará-las que lhes dará a real densidade. Mas no fundo, o que importa é que as despedidas são idas, e as idas sempre trazem voltas. Senão do mesmo, do novo que irá nos confortar ou ao menos suavizar o sofrimento que a ausência provoca tantas vezes.”


* Escritora e poeta brasileira nascida em Laguna, hoje residente em Genebra, Suíça.
Entre várias publicações teve seu recente livro de contos "Lata de Conserva" premiado pela Academia Catarinense de Letras. Mantém várias publicações eletrônicas, como blogs e a revista "Varal do Brasil(também lançado em duas edições impressas), onde prioriza os autores brasileiros. 
 Empreendedora e apaixonada por escrever, abriu em Genebra recentemente a LIVRARIA DO VARAL que acolhe os escritores conterrâneos.

postagem Márcio José Rodriguses



domingo, 29 de janeiro de 2012

MAQUINA DE DESENTORTAR BANANAS

por márcio josé rodrigues (imagens Google)


Após longos e dedicados anos voltados para a pesquisa por algo que marcasse minha vida para a posteridade, apresento-lhes humildemente minha grande invenção:


A MÁQUINA DE DESENTORTAR BANANAS.


Hão de  perguntar-me:
- Por que só agora?
- O medo que o mundo acabe em 2012 fez-me entrar em ritmo de dedicação integral.


Minha recompensa é estar envolto em uma imensa sensação de tranquilidade e paz, consciência do dever cumprido, pronto para o Juízo Final, como um Deputado ou Vereador, após quatro anos de mandato.


sábado, 28 de janeiro de 2012

ACRÓSTICO PARA GABRIELLA

GABRIELLA
             Márcio José Rodrigues

Gentil presença em toda nossa vida,
Afeição, amor, a rosa florescida,
Brisa suave do mais puro aroma;

Riqueza, bem, beleza enaltecida,
Imensa graça tão doce e tão querida.
Enquanto Deus, ao bem maior, te soma,

Luz, proteção e a paz tão pretendida,
Louvo por ti, a casa em que nascida,
Acolhe com o pão e o vinho que se toma.  

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

PRECONCEITO

Jabuti Touchè e Nina fizeram amizade sem preconceitos - Foto Márcio José Rodrigues



Um jabuti convencido,
Seguro, na carapaça,
Joga o charme atrevido.

Tentando cair na graça,
Fala baixinho ao ouvido
Da cadelinha de raça.

Monsieur Touchè num papo sem preconceitos com Nina
texto, foto e postagem Márcio José Rodrigues

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

CLARICE VILLAC NO BLOG




Convento da Penha



vem de muito, e muito tempo

bem no topo desse morro

entre a floresta e o céu

longa conversa com vento...



Clarice Villac
15.01.2012
para foto de Andra Valladares - Convento da Penha,  Vila Velha, ES.

http://www.villac.pro.br/convento_da_penha.html

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

JORNAL DE LAGUNA - 17 ANOS DE COMUNIDADE

Márcio Mattos Carneiro ladeado pelos jornalistas Ademir Arnon e Luís Meneghin - foto MJR


UM COMPANHEIRO SEMANAL
por Márcio José Rodrigues.

Na data de hoje faz 17 anos que o "JORNAL DE LAGUNA" iniciou sua circulação semanal.
Importante veículo de comunicação em nossa cidade, este hebdomadário tem comparecido assídua e ininterruptamente todas as sextas-feiras de manhã muito cedo na casa de seus assinantes e nas bancas.
Portador das notícias importantes que interessam a todos os setores da população, tem sido em suas mais de 900 edições o arauto  cumpridor do seu dever de informar.
Sua presença se deve à tenacidade, à competência e capacidade de trabalho do Jornalista Márcio Matos Carneiro, que para fazê-lo circular pontualmente, tem, e só Deus sabe, enfrentado com heroísmo todas as barreiras e dificuldades impostas a este mister e naturalmente, sem medidas de sacrifícios impostos até às suas prerrogativas particulares.
Veículo de união da sociedade, é aberto às opiniões, democrático e eclético, sem tendências políticas maliciosas e equilibrado em suas publicações, retratando muito bem a vida da cidade em suas diferentes nuances, além de prestar inestimáveis serviços a todos os setores da vida comunitária.
A presença da cidade de Laguna em um certo centro de interesse na mídia, deve-se em grande parte à atuação do querido tabloide, que inclusive representa uma espécie de cordão umbilical com a importante ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE IMPRENSA, da qual Márcio Carneiro é o delegado regional.
Pela consideração especial a esse personagem da imprensa, muitos acontecimentos  de destaque têm sido celebrados em Laguna pela ACI o que é muito importante para todos.
Nós, escritores, poetas, cronistas, devemos muito da publicação de nossos trabalhos ao "JORNAL DE LAGUNA",  a quem agradecemos, desejando-lhe uma longa existência.



quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

HIBISCO

Hybiscus rosa sinensis - hibisco miatura - foto Márcio José Rodrigues 

                                                                                          por márcio josé rodrigues

quando me senti pequeno
quando tudo parecia ser
quando todos pareciam ser
quando a vida parecia ser
gigantescos demais
para minha insignificância
abri a janela para a manhã
lá do gramado
sozinho em seu pequeno vaso
o hibisco anão
saudou-me sorrindo
com uma enorme flor
do tamanho de um prato
desafiando o brilho sol
a cor do sol
e durante seu dia fugaz
mostrou ser
a mais bela flor
de toda a natureza


nota: hibisco miniatura.Tamanho aproximado da panta 35 cm. 

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

UM BARBEIRO MELHOR QUE O DE SEVILHA



Por Márcio José Rodrigues

Nos anos dourados, quando dançávamos e sonhávamos com as grandes orquestras internacionais de Billy Vaughn, Ray Connif, Paul Mauriath e também “Os Incríveis”, Severino Araújo, The Beatles, Elvis Presley, Bill Halley, boleros de Gregorio Barrios, a explosão da música brasileira dos festivais internacionais, Ellis Regina, a Pimentinha, a música Italiana de Sergio Endrigo, Gigliola Cinquetti, Domenico Modugno, os primeiros passos da jovem guarda e o nascimento de Roberto Carlos e o espetacular Conjunto Melódico Ravena, a prata da casa, andávamos sempre asseados, perfumados e principalmente, com os cabelos impecáveis.
Tínhamos um só par de sapatos, porém sempre limpos e lustrosos.

Os meus cabelos, diziam em casa, devido a uma ascendência de bugre, eram pretos, grossos e rebeldes e só iam para o alinhamento exigido, à custa de muita vaselina (que, diferente da brilhantina, não tinha o perfume insuportável) e gumex.
Como todo jovem com dezessete anos, vivia lamentando pelos cantos a minha desgraça e sentia vergonha daquele desalinho, enquanto meus colegas, muitos, tinham os seus ralos, finos e obedientes a qualquer comando do pente.

Foi então, que um dia, conheci um jovem barbeiro principiante, muito talentoso, que me afirmou:
- Deixa eu cortar o teu cabelo, que eu dou um jeito nele!
Tratava-se de Antônio Vieira, o “Nico”, que iniciava sua carreira em 1957 no centro de nossa pequena cidade de Laguna. Dito e feito. Nunca mais cortei o cabelo com outro ”coiffeur” e o resultado foi surpreendente. Meu lindo e espesso e cabelo preto, passou a ser o meu orgulho e fonte de autoestima, muitas vezes elogiado pelas namoradas.

Meu amigo Nico, hoje, NICO CABELÃO, ainda continua firme em sua profissão após mais de meio século (55 anos), com um moderno salão, o “NICO’S CABELÃO”, onde também trabalham dois de seus filhos, Antônio, o “Toninho” e Elisângela.
Gente muito fina e bonita, cordial e irradiando simpatia.
Ir ao cabelão hoje é, além de tudo, um programa divertido e desestressante posto que além do tratamento delicado e magistral, leva-se um bom tempo de conversa variada e instrutiva. Fala-se de astronomia, gastronomia, futebol, política e filosofia, curiós e azulões, além de explicações “científicas” dos vários porquês dos cabelos. Tudo acaba em graça e satisfação.
Tenho 70 anos, sou cliente fiel há mais de 50, meus cabelos são grisalhos, mas ainda olho no espelho para vê-los tão alinhados e muito bem cortados.

ANTÔNIO RICARDO VIEIRA, o Nico Cabelão é um dos maiores patrimônios vivos desta nossa histórica e heroica cidade de Santo Antônio dos Anjos da Laguna.
Nascido em Jaguaruna, nunca recebeu o título de cidadão lagunense, talvez por que ele o seja mais do que nós todos.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

UM BLOGUEIRO MUITO SÁBIO

ROBERTO RODRIGUES DE MENEZES - foto "Ao correr do Teclado"
Há determinados novos costumes que sou meio bronco para entender. Vejamos (nesses casos, não importam nomes, pois comento e não noticio):

- Um homem estuprou uma senhora idosa, vindo ela a falecer no hospital em virtude dos horrores que sofreu na mão do animal. Três dias depois ele estava solto. Voltando ao seu lugar, foi linchado. Tudo isso em razão do poder público omisso, sem esquecer a decadência moral total que assola este país. O fato só foi noticiado nos programas policiais de tevê, de baixa ou média audiência.


- Uma mulher, de forma covarde, agrediu uma cachorrinha. Não a "estuprou" nem matou. Foi linchada no Jornal Nacional da Globo, com audiência nos píncaros.  Os comentários na internet choveram. Os pródigos espaços virtuais da rede Globo foram lotados de reclamações sobre a conduta da mulher, que está ameaçada de morte. Notem que não defendo que agridam cachorrinhas. Sobre a morte da idosa, poucas reclamações. O que está acontecendo conosco, gente?!...
*******************


Por sinal, um conselho a um estuprador: Se for estuprar uma mulher, seja macho e não use arma. Sem arma, pega até cinco anos (se pegar). Com arma, a pena sobe para quase vinte. Dá para entender que os legisladores não estavam preocupados com o estupro, mas com o uso da arma. Quando armas e cachorrinhas passam a ser mais importantes que crianças, idosos e mulheres, algo está errado. É o Deus nos acuda!
**************************


Disse um delegado de polícia na tevê que furtar um chocolate pode dar reclusão de um a quatro anos. Ah, essa lei idiota! Ou talvez idiota seja a falta de obediência a ela. Se políticos, ricos e poderosos roubam e furtam impunemente, como jogar na cadeia alguém que furtou um bom-bom? Eu, pessoalmente, gostaria que tanto o tubarão quanto quem furta um bom-bom fossem para as grades.
**********************
Roberto Rodrigues de Menezes é editor do excelente Blog "AO CORRER DO TECLADO"
Oficial da Reserva da Plolícia Militar de Santa Catarina, mesmo lidando por anos a fio em um meio que  costuma ser rude por força do tipo de trabalho, conservou e preservou sua sensibilidade humana. É excelente escritor de crônicas e contos, além de ser um erudito em História, o que revela continuamente em suas postagens lúcidas, corajosas e equilibradas.
Dele são as publicações recentes grifadas acima.
postagem por Márcio José Rodrigues

domingo, 8 de janeiro de 2012

O SONO TRANQUILO DO JUSTO

Imagem Google

                                                                                                          por Márcio José Rodrigues

Dorme Sua Excelência
O sono do justo
(ou do justiceiro)
Sem culpa nem remorso
Na noite escura da sociedade
O estuprador estrangula
Mais uma menininha
Antes que os olhos embacem
Mostra-lhe o “habeas corpus”
Concedido por Sua Excelência
O matador profissional
Repete indefinidamente
A rotina macabra
Da chacina dos inocentes
Calando vozes clamantes
De justiça e abandono
Para Sua Excelência
Não satisfazem os brados
Das testemunhas
Das mães desesperadas
Das viúvas e dos órfãos
Nem das marcas gravadas
Em série como troféus
Na coronha da pistola
Outra Sua Excelência
Eleita e genocida
Rouba a verba das vacinas
Da construção do hospital
Da compra das ambulâncias
Porque Sua Excelência
Garante a impunidade
Quem trabalha
É punido com o pesado ônus
Das taxas e dos juros
Pois com eles
Sua Excelência
Não tem clemência
Senhor Deus
Este teu povo
Precisa mais que justiça
Precisa de vingança!

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

VAMOS ROTULAR?

Charge - Márcio José Rodrigues
EU CONCORDO.
 E VOCÊ???????
    
        Já que colocam fotos de gente morta nos maços de cigarros, por que não colocar também:
 gente obesa em pacotes de batata frita,
animais torturados nos cosméticos,
 acidentes de trânsito nas garrafas e latas de bebidas alcoólicas,
 gente sem teto nas contas de água e luz,  
políticos corruptos nas guias de recolhimento de impostos?
FANTÁSTICA IDÉIA!!!  SE VOCÊ CONCORDA, REPASSE...

Esta matéria chegou por e-mail e infelizmente, desconheço o autor
Charge e postagem por márcio José Rodrigues


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

BOA NOTÍCIA - FELIZ 2012


Mariana Lenharo - O Estado de S.Paulo
O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) está usando de forma experimental um novo equipamento capaz de destruir tumores por meio de ondas de ultrassom superpotentes. O High Intense Focus Ultrassound (Hifu) já foi usado com sucesso para eliminar miomas (tipo de tumor benigno) em seis mulheres na instituição no último mês.
Tecnologia. Equipamento será útil contra câncer de mama - Marcio Fernandes/AE - 13/4/2011
Marcio Fernandes/AE - 13/4/2011
Tecnologia. Equipamento será útil contra câncer de mama
O aparelho será usado também como tratamento para metástases ósseas. O câncer de mama, por exemplo, é o tumor em que há o maior risco de metástase óssea. Com a técnica, os pacientes não precisam receber anestesia, ficam livres dos riscos de infecção e recebem alta no mesmo dia do procedimento.
Segundo Marcos Menezes, coordenador do Serviço de Radiologia do Icesp, o instituto é o primeiro órgão público da América do Sul a adquirir o equipamento. A tecnologia, resultado de uma parceria entre a GE Healthcare e a empresa israelense Insightec, combina a ressonância magnética - que localiza com precisão o tumor - e um feixe de ultrassom intenso que consegue queimar as células cancerígenas (mais informações nesta página).   
"Com o Hifu, localizamos o tumor pela resson1ância e direcionamos o feixe de ultrassom apenas no ponto focal onde estão as células cancerígenas. Essa energia é acumulada nesse ponto e eleva a temperatura do tecido em 80ºC", explica Menezes. Assim, o tumor é queimado sem danificar os tecidos adjacentes.
Por enquanto, os pacientes que participarão dos testes estão sendo selecionados pelos próprios médicos dentro do Icesp e do complexo do Hospital das Clínicas (HC).O tratamento também está sendo realizado em caráter experimental nos EUA e em países da Europa. "Queremos estar no mesmo patamar dos grandes centros de pesquisa mundiais para que, quando isso se estabelecer como terapia padrão, possamos estar prontos para aplicar nos pacientes", diz Menezes. No Icesp, o Hifu será testado, a princípio, em miomas e metástases ósseas, mas em outros países a ferramenta está sendo usada para cânceres de mama e próstata e até para eliminar coágulos cerebrais.
Outra linha de pesquisa com o Hifu que deve ser desenvolvida no instituto no curto prazo é sobre a ativação de medicamentos nos exatos locais em que eles precisam atuar.
Funciona assim: uma nanopartícula da droga - que seria muito tóxica para ser aplicada diretamente - é encapsulada e injetada no paciente. Com a ajuda da imagem de ressonância magnética, o tumor é localizado e aquecido com o feixe de ultrassom. A cápsula, sensível ao calor, libera a droga somente na região aquecida. "Essa ideia casa com a tendência da personalização do tratamento. Cada vez mais vamos ter um tratamento individualizado - e não um tratamento de massa", diz Menezes.
O anúncio da aquisição do Hifu ocorreu simultaneamente à inauguração do Centro de Investigação Translacional em Oncologia do Icesp, que tem o objetivo de trabalhar com a personalização da medicina. 
Os créditos desta matéria são do jornalismo de ' O ESTADO DE SÃO PAULO' e foi publicada em abril de 2011, mas acredito que poucas pessoas saibam.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

PARA GANHAR UM ANO NOVO

ESPERANDO O PESCADOR - LAGUNA, BRASIL (foto Márcio José Rodrigues)


Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro,
tem que merecê-lo,
tem que fazê-lo novo,
eu sei que não é fácil.
mas tente, experimente, consciente.

Carlos Drummond de Andrade.

postagem Márcio José Rodrigues