LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

A PRIMEIRA EUCARISTIA

                                              Fotos, texto e postagem por Márcio José Rodrigues

Domingo que passou (27/10), a manhã ensolarada  inundou de luz a encantadora Matriz de Santo Antônio dos Anjos da Laguna na missa de PRIMEIRA EUCARISTIA  da turminha deste ano de 2013.
Não bastasse a beleza do templo enfeitado de rosas brancas, candelabros e velas decorativas, um encantador cortejo de túnicas brancas e sorrisos puros, meigos, a fazer inveja aos anjos, merecia a atenção, os olhares, a ternura e a expectativa dos presentes que lotavam o templo.
Uma chusma de almas puras ao primeiro encontro com seu maior amigo para todo os dias de suas vidas e para além delas.
Era a renovação das promessas do batismo, a renovação da bondade em nossos corações envelhecidos, o reacendimento da chama da fé católica na Igreja.
O primeiro encontro formal das crianças com Jesus Eucarístico, para satisfazer o maior gosto Dele, o de estar perto delas sempre.
E como elas estavam compenetradas, lindas, luminosas e felizes.

Talvez algumas imagens possam ilustrar um pouco disso, no lugar das palavras que não conseguem dizer.


Panorâmica da nave - Igreja matriz de Santo Antônio dos Anjos da Laguna

Maria Helena , Maria Antônia , Laura e Juan (atrás)

Padre Pedro Damázio e Maria Antônia recebendo a primeira Eucaristia

Catequista Marlene Prates e Kailani


Maria Antônia e o bolo simbólico feito por vó Gracinha





quarta-feira, 16 de outubro de 2013

DIA DO PROFESSOR

Boa noite.
Faltam uns poucos minutos para acabar o  "Dia do Professor”.
Deixei este momento para fazer um registro. Nosso modelo de educação falhou no aspecto de “Educar para a Educação”.
Deus quando fez o primeiro ser vivo, cuidou de fazer o DNA, para que sua criatura se perpetuasse através dos tempos e evoluísse.
Nós cuidamos de formar engenheiros, médicos, advogados e descuidamos de formar governadores. Governadores e policiais.
Hoje, os governadores tratam a educação como fardo, os professores como problemas e os alunos como despesa.
Por isso, sucateiam as escolas e humilham o professor.
O governador manda bater sem dó em seus professores.
A Polícia bate sem misericórdia naqueles que seguraram suas mãos para escrever.
Mas eles as usam para bater.
Ninguém se lembrará de vocês no futuro, nem colocará no ar para vocês, auras de ternura, nem pétalas de flores no seu dia.
O futuro dirá que não precisaremos mais de policiais nem governadores, mas jamais abrirá mão dos professores.



Ressurreição

se a lei desta existência dispusesse,
que voltar da outra vida facultasse,
se tudo igual de novo acontecesse
mesmo que um milênio se passasse,

mesmo que tudo outra vez sofresse,
mesmo que o poder me injustiçasse
e a polícia de novo me batesse
e a mão da ignorância me travasse

e se um mísero salário recebesse
e por ser pobre, alguém me desprezasse
e se meu filho não compreendesse,
que a miçanga do mundo lhe faltasse,

se o eterno senhor me permitisse,
que um dia, aqui voltasse,
quisera que um favor me concedesse:
- de novo, professor eu retornasse!

márcio josé rodrigues