LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

domingo, 8 de julho de 2018



Distância  - por Henrique Helion Córdova

             
Meus sonhos, freqüentes, velozes, mais velozes que eu, são sempre inalcançáveis;
Minhas jornadas, ágeis, intensas, em busca dos prêmios oníricos, são incansáveis.
Meus variados sonhos prosseguem insistentes e persistentes, agressivos e impiedosos;
Minhas jornadas, mais penosas,
negam-se ao esmorecimento leniente dos medrosos.
Inesperadamente, sonho que o mistério de minhas quimeras será desvendado nas próximas primaveras;
Mas, no setembro da revelação prometida e tão esperada , não mais que acordei extenuado, deveras.
Não obstante , quero continuar sonhando, até que as minhas forças, exangues, suplantem todas as eras.

Henrique Helion Velho de Córdova
é escritor e poeta catarinense, nascido em São Joaquim em 21 de dezembro de 1938. 
Homem de extensa cultura jurídica e humanística é considerado um dos mais primorosos oradores do Estado de Santa Catarina.
Na vida profissional destacou-se como advogado (UFRGS) e na política, como vice- governadopr do estado, ocupando a gevernadoria nos anos 1982/1983.
Também exerceu mandatos de deputado e, principalmente, como Deputado  à Asembleia Nacional Constituinte de 1988.

sábado, 7 de julho de 2018

JOÃO JERÔNIMO DE MEDEIROS



UM AMIGO MUITO QUERIDO.


Sabe aquele amigo a quem voce costuma chamar de irmão por causa de laços criados no coração?
Então... Este aqui está completando hoje 80 anos de uma existência iluminada por Deus, nos caminhos e vocação da família, da educação e do cristianismo. 

Nossa gente  vem de longa data se estimando desde os velhos tempos do Imaruhi lá do século XIX.
Na juventude nos encontramos no internato do Ginásio Sagrado Coração de Jesus ( scj) em Tubarão onde fizemos o ginasial e depois no Colégio Catarinense de Florianópolis (jesuitas), também como alunos internos e portanto, de convivência quotidiana.


O esporte não era o seu forte, mas compensava sobejamente no campo da cultura, na literatura, poesia, oratória e teatro.
Dedicou-se à educação onde foi um baluarte do Projeto Rondon, além de ser um dos pilares da Universidade Unisul, desde o seus primórdios de Fundação Educacional.

Colégio Catarinense 1969.. Jota na extrimidade direita da segunda fileira.
Professor do ensino superior, ecomomista, teólogo, advogado, poeta, escritor, administrador, conferencista, mas sobretudo um ser humano notável pela bondade, o caráter impecável e um chefe de família de respeito, com muito amor, doçura e carinho. ( a bem da verdade, também teve muita sorte em ter casado com Vera, sua primeira e única paixão).
Sei que o este pequeno espaço não comporta o seu curriculum vitae, mas também, esta intenção de agora é celebrar sua vida e sua amizade.
FELIZ ANIVERSÁRIO, JOTA.




MEUS OITENTA ANOS, JÁ VIVIDOSJoão Jerônimo de Medeiros
Agradeço, e a Deus bendigo
Oitenta anos que hoje faço;
E a todos e a cada amigo
O meu carinhoso abraço.

Bem feliz, aqui eu estou
Por viver um tempo, assim!
Mas, a vida me ensinou
Que não há tempo sem fim.

Preciso, então, me cuidar
Para viver com alegria,
O tempo que me restar.

A vida é bênção de Deus,
Que me trouxe até este dia,
E a peço aos amigos meus.

Amém







terça-feira, 3 de julho de 2018

retorno

Caríssimos.
Após cobrança de um amigo escritor e poeta, para retornar ao BLOG docmarcio.blogspot.com e após um
 pouco mais de um ano sem nada publicar, observei que eu havia deixado para trás perto de 130.000 acessos.
Azulejos portugueses na Casa Pinto d'Ulyssá - Laguna SC
Peço desculpas e os reconvido a ler, participar, opinar e enviar suas matérias e fotografias, relatos de viagens, poesia, crônicas e artigos para quem sabe, darmos juntos uma nova dinâmicas a este instrumento util de comunicação.
Vamos começar?