LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

terça-feira, 31 de julho de 2012

TÃO LONGE, TÃO PERTO

Café Garibaldi - Laguna, Brasil (foto marcio jose rodrigues0
O escritor e poeta lagunense GENÁRIO MACHADO, da “República dos Autores” reuniu neste sábado (28/07/2012) no aconchegante Café Garibaldi um excelente público para o lançamento da terceira antologia
TÃO LONGE, TÃO PERTO”, trabalho por ele organizado.
O livro contou com a participação dos escritores do grupo CARROSSEL DAS LETRAS de Laguna e também muitos outros de várias cidades, num total de 28 autores.

A edição em prosa e verso traz poemas, crônicas e contos e tem o sabor especial de surpreender o leitor com a mudança rápida de estilos particulares de escrever a cada virada de página.
Além dos textos, a edição conta com primorosa ilustração fotográfica de Maria de Fátima Barreto Michels.

Noite de autógrafos, música de Gero Perito, frio e aconchego nesta data que em Laguna se comemora a o 181º aniversário da edição de “O CATHARINENSE”, primeiro jornal de Santa Catarina em 1831, façanha do Lagunense Jerônimo Francisco Coelho.


Dulce Claudino autografa para o teólogo Jerônimo Herdt e
esposa Rose.
Escritor Genário Machado, o organizador

Gero Perito - animação muisical




Escritores Márcio Rodrigues, João Jerônimo Medeiros,
Liones Adriano e Fátima Michels
Escritores Norma bruno e Flávio Barreto

Graça Rodrigues e Elza Grott

Tony e esposa,  a escritora Heloisa Fernandes
postagem márcio josé rodrigues
fotos dulce claudino , maria de fátima michels e marcio josé rodrigues

segunda-feira, 30 de julho de 2012

NOITE DE GALA OPUS IV

 
Domingo à noite, 29/07 dia da Fundação da cidade de Laguna (1676) uma festa inesquecível fechou a XXXI Semana Cultural.
No auditório do Centro Social e Cultural Santo Antônio, um recital com o grupo musical OPUS IV arrancou aplausos entusiasmados da plateia que teve a graça de ouví-lo.
Com um repertório eclético, do popular ao clássico e de muito bom gosto na seleção, execução instrumental e vocal  primorosas e agradáveis, o grupo proporcionou a nós todos, momentos de muita emoção e alegria.
OPUS IV está maduro e preparado para plateias exigentes e ávidas de boa música.
Fernando Nunes Ilibio( teclado, oboé, violão e voz),Neusa Preus  Duarte (soprano), Rogério Perito (barítono e violão), Julierme Beckhauser Blasius (Violoncelo), são todos relacionados ao Conservatório Lagunense de música e /ou Coral Santo Antônio.

Fernando,Neusa,Rogério e Julierme  - OPUS IV - Laguna,Brasil.
Sras. Graça Rodrigues,  Maria Célia Bernardo da Silva ( pres. da Fundação Lagunense de Cultura) , com  rainha e princesas da XXXI Semana Cultural de Laguna.

Técnica de ultura  Heleine Maria da Silva e monitora Nadine Xavier do SESC Laguna.


Cristina dal Molin, Gorete Godinho e Bárbara Andreadis

Fernando Lopes Fernandes ladeado  por seus filhos acadêmicos da UFSC Gustavo e Fernanda ( engenharia mecânica e medicina)

Químico de alimentos Odilon Corre Garcia, escritor Nino Camilo e maestro Deroci de Oliveira.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

DIA DO ESCRITOR BRASILEIRO

Nesta foto  o livro "Datas Históricas de Laguna" é de autoria de Márcio Matos Carneiro.
Texto, fotos e postagem por  márcio josé rodrigues

Ninguém é mais a mesma pessoa depois de ler um livro.

João peregrino Junior e Jorge Amado eram respectivamente o presidente e o vice-presidente da UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES em 1960.
Durante o1º Festival do Escritor Brasileiro realizado na data de 25 de julho daquele ano, foi instituído o “DIA DO ESCRITOR”, para comemorar com muita justiça o mérito daqueles que levam pela vida essa missão de escrever.

Como em todas as atividades humanas, há os que se projetaram além das fronteiras locais e influenciaram o pensamento de toda a sociedade humana.
Dostoievski fundou a moderna psicologia com o seu consagrado “Crime e Castigo”, enquanto Goethe provocou o fenômeno conhecido como “le mal de siècle” que levou  muitos dos seus leitores ao suicídio após a leitura  do “clássico”  “Werther” ; o nosso gigante Machado de Assis consagrou-se em retratar a sociedade do Rio de Janeiro do seu tempo, Mário Quintana jamais foi aprovado para a  academia brasileira de letras, enquanto Saul Ulysséa deixou-nos as referências mais confiáveis e sólidas para construirmos um presente fundamentado em nossos valores  locais do passado.

Leon Tolstoi dizia que para alguém ser um grande escritor precisa escrever sobre sua aldeia.

Hoje, portanto vamos saudar as nossas feras locais, poetas, cronistas, contistas, romancistas e teatrólogos e de outros gêneros literários sem, contudo, destacar nomes, pois felizmente lista não caberia neste texto.
No entanto, por pura vaidade, cumprimento os autores do GRUPO CARROSSEL DAS LETRAS, como um caloroso abraço aos escritores de Laguna.




terça-feira, 24 de julho de 2012

TÃO LONGE TÃO PERTO


Organizada pelo escritor e poeta lagunense  JOSÉ GENÁRIO  MACHADO, a antologia  de número 3 da série TÃO LONGE TÃO PERTO, será lançada em comemoração à  SEMANA CULTURAL DE LAGUNA. Local e data , conforme o convite abaixo com acesso a todo o público leitor.



 
texto e postagem por márcio josé rodrigues.

CAFÉ LITERÁRIO


Casa Pinto d'Ulysséa, junto à fonte da Carioca - Laguna, Brasil 
Texto, postagem e foto por Márcio José Rodrigues


Marcado para hoje à tarde, ás 16:00 h, um CAFÉ LITERÁRIO promovido pela Fundação Lagunense de Cultura.
Na ocasião serão debatidos temas relacionados à literatura Lagunense, apresentação de textos  e livros de vários autores.
Várias personalidades convidadas prometem enriquecer o importante evento que contará com  o apoio dos escritores do Grupo Carrossel das Letras.
Este é mais um programa agendado em comemoração à SEMANA CULTURAL DE LAGUNA.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

LAGUNA INICIA SEMANA CULTURAL

 

                                                     Texto, fotos e postagem por Márcio Rodrigues

Festejando o seu 336º aniversário de fundação, pelo bandeirante vicentista DOMINGOS DE BRITO PEIXOTO, Laguna abre hoje, 23 de julho de 2012  a SEMANA CULTURAL.
Segundo a programação publicada pela  presidente da Fundação Lagunense de Cultura, Maria Célia Bernardo, o maior enfoque do evento será no na homenagem às centenárias bandas de música e ao  teatrólogo Jairo Barcellos.
Jairo dirige o Grupo Teatral Terra e tem sido nos últimos 8 anos, com grande sucesso, o diretor do espetáculo épico ao ar livre, “A República em Laguna”, criado pelo escritor e historiador Adílcio Cadorin, com o nome original de “A Tomada de Laguna”. A monumental peça narra a histórica conquista de Laguna pelas forças farroupilhas e a saga vivida por Giseppe Garibaldi e Anita, fato que culmina com a proclamação efêmera, mas heroica da “República Juliana”, independente do Brasil em 1839.

As bandas musicais são mais que centenárias. 
UNIÃO DOS ARTISTAS, oficialmente fundada em 1860 é a corporação de seu gênero mais antiga do País. Tem certamente quase 200 anos, mas os desencontros internos de antigas bandas existentes (que  no fundo, hoje, é a continuidade das mesmas) promoveram como sempre, a troca de nomes e daí a perda da referência original.
CARLOS GOMES, a caçula, com 102 anos apenas, rivaliza em qualidade e esmero em suas apresentações. As duas corporações estão sempre presentes nos acontecimentos da cidade Juliana, alegrando as ruas e emprestando o toque solene das procissões.
Podem ser consideradas heroicas, pois sua sobrevivência está ancorada em inexplicável teimosia e amor à arte, posto que não existe um programa sólido e consistente, substancioso para a sua manutenção, como patrimônio imaterial do Brasil e particularmente da cidade tombada como “Patrimônio Histórico Nacional”.
Os respectivos maestros Gerson Barreto Júnior e Deroci de Oliveira são figuras tão notáveis e gratas, que não cabem, por ora, neste pequeno espaço.


Apoiada por programações do SESC e IPHAN, a semana cultural se estende até dia 29 de julho, data da fundação da cidade de SANTO ANTÔNIO DOS ANJOS DA LAGUNA em 1676.