LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

sábado, 18 de fevereiro de 2012

ROSEANA BEIJA-FLOR


Roseana tenta explicar, em vão, investimento milionário na Beija-Flor

O patrocínio à Beija-Flor é uma forma travestida de culto à personalidade.

Foto: Secom

Roseana no lançamento do carnaval

Edição Gterra
Parafuso solto – Governadora do Maranhão, o mais pobre estado brasileiro, Roseana Sarney parece não se importar com a miséria que marca o cotidiano da maioria dos habitantes da terra do arroz de cuxá. Sem convencer até mesmo o mais ignaro dos seres humanos, a inquilina do Palácio dos Leões, sede do Executivo local, tentou explicar, na segunda-feira (13), sua decisão de despejar dinheiro oficial (R$ 9,5 milhões) na escola de samba Beija-Flor, de Nilópolis, que entrará na Avenida Marquês de Sapucaí sob o enredo “São Luís – O Poema encantado do Maranhão”.

“Nosso objetivo é fortalecer o Carnaval e a cultura maranhense. Apoiar o desfile da Beija-Flor é uma maneira de ampliar a divulgação da cultura, das belezas e riquezas do nosso estado para todo o país, com a expectativa de atrair renda e emprego através do fortalecimento do turismo. A partir dessa iniciativa, os próximos carnavais deverão ser ainda mais empolgantes, com nossas brincadeiras tradicionais ganhando destaque e se consolidando no cenário nacional”, disse a governadora.

Roseana Sarney pode dizer o que bem quiser para justificar sua decisão, mas torrar 15.273 salários mínimos – dinheiro do povo maranhense – é uma monstruosa insanidade, principalmente se considerarmos que no Maranhão há um sem fim de problemas decorrentes da inoperância do Estado, como, por exemplo, falta de leitos hospitalares.
Contaminada pelos dogmas ditatoriais que emoldura o clã comandado por seu pai, o senador José Sarney (PMDB-AP), a governadora Roseana não convence ao declarar que o suado dinheiro do contribuinte ajudará a divulgar o Carnaval maranhense em todos os cantos do planeta, quando na verdade os espectadores do maior espetáculo da Terra estarão focados nas desnudas que atravessarão o sambódromo carioca. O patrocínio à Beija-Flor é uma forma travestida de culto à personalide.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

3 DE MAIO LAGUNA CARNAVAL FAMÍLIA


Em Laguna, Brasil, ainda se pode desfrutar de um carnaval familiar com requinte, conforto e segurança.
O CLUBE 3 DE MAIO  do bairro do Magalhães ainda proporciona o carnaval de salão a quem pretende divertir-se com e muita alegria, em ambiente totalmente social.

O clube, que tem capacidade para receber com conforto 1500 foliões , apresenta duas bandas em dois salões distintos e com toda a infraestrutura  sanitária, serviços de bar e lanches, em ambiente requintado  com decoração a carater para a festa de momo.
A diretoria, que tem à frente o presidente Waldy Sant'Ana Junior, tomou todas as providências para organizar uma festa bem estruturada, excelente serviço de atendimento, 40 seguranças, para garantir o divertimento dos seus sócios e frequentadores.
No Salão principal BANDA PH7COMJUIZO
Salão Térreo BOCA DA NOITE - samba de raiz.

presidente Waldi Sant'Ana Junior
VENHA AO 3 DE MAIO E TENHA UM GRANDE CARNAVAL

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

LUAS DO MARASMO E LUA DO ESQUECIMENTO


foto Google
                                                                                                               por Márcio José Rodrigues

Existe um lugar chamado Lagoa, de tantas e tão honrosas tradições, terra de Ranita, onde os sapos detêm o “PODER”, porque além de nadarem perfeitamente, também andam e cantam. Além disso, desenvolveram um órgão poderoso e sinistro, ao mesmo tempo encantador, o papo!
Por isso eles detêm os cargos importantes:
Saprefeito, sapolítico, saprofessor, sapolícia, sapientes...  
No ciclo anual das luas, numa em especial, bem no coração do verão, época de descanso coletivo, encontros sociais e romances, dos banhos comunitários, mandam realizar uma festa monumental, o “Reinado de Bufo”.
Nos tempos dos antigos, durava apenas uma noite, mas devido ao  sucesso político e as vantagens colhidas pelos sapotentes,  nos tempos atuais dura uma lua inteira, sem falar no tempo em que se ocupam só com os preparativos. Durante o feliz reinado não há lugar para problemas nem reclamações.
Só se admitem alegria, descontração, bom astral.
Organiza-se um monumental cortejo puxado pelo Bufão, ou Rei Bufo, o mais gordo “Bufo marinus(*) um sapo pintado enorme.
O evento também é observado pelos sóciosapólogos de espírito crítico e atento, como a “Lua do Esquecimento”.
É quando se permite a qualquer um ser o que quiser, fazer o que bem entender e qualquer loucura ou fantasia que lhe vier à cabeça.
Para os sapos a melhor delas é e pintar os olhos e a boca, fazendo-se parecer de rãs, saltitando com todos os trejeitos delas.
Lagoa fica completamente desgovernada e até o “Poder” cai na esbórnia.
Multidões de visitantes, hordas de bárbaros, surgem de todos os lugares, dançam de graça, bebem muito suco fermentado.
Vai muito longe a fama, do que lá fora dizem, "Lagoa tem o
o  grande  festival das pererecas."
Comem e queimam ervas e cogumelos alucinógenos, pulam freneticamente, divertem-se, esbaldam-se, destroem, desfiguram a paisagem.
Quando partem, deixam apenas despesas e um insuportável cheiro de urina e cocô fermentados, que empestam Lagoa durante um longo tempo e chegam a fumegar com o calor do sol.
A festa acaba, tudo cai em um estado de torpor e tristeza, impregnado de uma preguiça, um desânimo sem esperança e como os sapos gostam, entregue às moscas.
A esse tempo chamam “Luas do Marasmo”, na verdade, todas as luas seguintes do ano.
É o melhor tempo para os espertos engendrarem as grandes tramoias, pois ninguém tem disposição para reagir. Quando começarem a despertar do marasmo, a agitarem-se inconvenientemente e acordarem para a realidade, a miséria, o abandono, já será tempo de novo reinado de Bufo.
Então, esquecerão tudo outra vez.
Banho de piscina - foto márcio j. rodrigues



(*) sapo cururu, o sapo pintado.


domingo, 12 de fevereiro de 2012

RESTAURAÇÃO À VISTA

Casarão na esquina Barão do Rio Brtanco com Praça  de Anita - Laguna, Brasil
 Por Elvis Palma

O Governo do Estado, por meio da SST (Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação), vai investir R$ 350 mil na reforma de três postos de atendimento do Sine ( Sistema Nacional de Emprego). As unidades beneficiadas receberão novos computadores, condicionadores de ar, mobiliários e reparos na estrutura. No ano passado, a SST reestruturou sete postos de execução direta, ou seja, mantidos e...xclusivamente pela secretaria.
As unidades beneficiadas serão de Blumenau, Laguna e São Miguel D’Oeste.
De acordo com o Secretário de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Serafim Venzon, a revitalização será feita para melhorar o atendimento ao público. “Com computadores novos, por exemplo, os atendimentos serão mais ágeis”, esclarece.
 

   

sábado, 11 de fevereiro de 2012

PERTENÇA E LAGUNIDADE (1)

Laguna, Brasil - verão de 2012  (foto márcio j. rodrigues
                                                    por Márcio josé Rodrigues
Como anda seu sentido de pertença?
Como anda sua lagunidade?(*)
Quando o ser humano se distancia de seu grupo para viver isoladamente, sua individualidade retorna ao estado ancestral de caçador solitário onde apenas sua sobrevivência e segurança têm algum valor. 
Reaparece o predador que pouco se importa com o que aconteça com os demais.

A sociedade ocidental está cada vez mais atolada na cultura do “eu”, onde só interessa uma busca imediatista e desorientada da felicidade. É o grande espaço dos fazedores de frases bem estruturadas em forma e vazias de verdade, os vendedores de livros de autoajuda.

Agora mesmo, por exemplo, posso criar uma frase para pessoas inseguras, como por exemplo, teu caminho está iluminado; segue teu destino com fé”.
Acho que ela faria muito bem para católicos, evangélicos, kardecistas, budistas, testemunhas de Jeová e qualquer mais que tenha uma crença.
Para os que não creem em nada, o sol brilha dentro de ti; acredita em tua força interior” e assim por diante.

No catolicismo não é absurdo dizer que muitos fiéis praticam, mesmo em grupo, uma religião individual, num culto fechado a um Deus particular e pessoal, onde se “reza” no estilo cada um por si, quando o ensinamento é viver em comunhão. Esta frase, escrevo com o intuito de provar que não pretendo nenhuma crítica a qualquer crença, pois o católico aqui, sou eu.

Este raciocínio pretende introduzir o debate sobre nosso relacionamento com nossa cidade, o que estamos fazendo e o que podemos fazer com ela.
Espero ansiosamente que participem.

(*) lagunidade: termo que proponho para um sentimento especial de relacionamento com Laguna. (diferente de  lagunensidade proposto por Norberto Ulysséa Ungaretti)



domingo, 5 de fevereiro de 2012

AMIZADE ALÉM DOS LAÇOS DE SANGUE

Este bonitão aí é meu filho Marco Antônio.
Uma vez nos tempos de Colégio Catarinense, em Florianópolis - Brasil, praticávamos arte dramática orientados por Décio Andreotti. 
Um dia, levamos o "Júlio César"  de William Shakespeare , no qual me coube o importante papel do personagem Marco Antônio, o ator que mais falas tinha no drama. 
Numa das cenas,  vestia o traje militar com o saiote de couro romano, feito para a ocasião, de um pano grosso e engomado.
Sentado em uma banqueta num acampamento de guerra, o saiote quebrou e virou para cima e ali ficou armado. 
Quando me levantei, de costas para o público, gargalhada geral na platéia. 
Por baixo, apareceu por inteiro o calção "MacGregor", xadrez, padrão escocês.


A peça foi um sucesso e eu, com 17 anos, sonhava em um dia ter um filho no qual colocaria esse nome.
Por uma coincidência, o nome de dois bisavós, Marcos e Antônio.
Deus me deu a graça de ter quatro filhos, todos igualmente especiais e queridos.
Cumpri a promessa e aí está o rebento.
Além de filho, que saiu bonito como a mãe, um amigão.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

MEDO


Composição sobre imagem Google - mjr
por márcio josé rodrigues


Quando o medo, algoz que atormenta,
E invade as tuas noites solitárias,
Em cada canto escuro, se apresenta
A imagem do fantasma, imaginária.

Vampiro negro de asas monstruosas
Que se debruça e te oprime o peito
Em sombras de mistério, tenebrosas,
E te sufoca no teu próprio leito.

Sofrer desse pavor,  dor impiedosa,
Sentir o coração batendo incerto.
Lá dentro, fria, a garra poderosa,
Cruel, tenaz, sem afrouxar o aperto.

Espectro que não se mostra, entanto,
Demônio oculto, a aparecer num instante,
Presença ruim envolta em negro manto,
Prestes a troar, num grito horripilante.

Dispara o coração à ânsia atroz de morte,
Úmidas as mãos, o frio, a mente torturada.
Da dor, o medo é sempre a dor mais forte.
- Acende a luz! Sem sombra, o medo é nada!

Laguna, Brasil fev/2012

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

BEM VINDA LORENA


Nasceu hoje em Londres ( 02/ fev /2012) a pequena LORENA, anglo-lagunense, filha de Nia (Eugenia Andreadis) e Maurício Rocha. 
Nossas boas vindas à nova estrelinha da família e os cumprimentos pelo feliz acontecimento.



NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES LAGUNA, BRASIL

Nossa Senhora dos Navegantes ´Magalhães, Laguna, Brasil  - foto mjr
                                                                                                                           márcio josé rodrigues
Laguna, banhada pelo Atlântico e, a seus pés, a inigualável Lagoa de Santo Antônio, sempre teve seus destinos ligados ao mar. 
Navegantes, pescadores e todos aqueles que sentem o tempo e o mundo como um grande oceano a singrar em sua vida, hoje, 2 de fevereiro reverenciam
NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES.
As festividades são patrocinadas pela paróquia do Magalhães e e estendem a té o próximo domingo.
Hoje pela manhã foi concelebrada missa festiva pelos padres Rafael Schlikmann e Marcos Herdt, com belíssimo acompanhamento do Coral dos Navegantes sob a regência do maestro José Nazareno Duarte.
À tarde a procissão marítima.
Coroinhas... pura beleza  - foto mjr

Aspecto doa andor-escuna decorado com rosas .  fot mjr


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

A BELEZA DA POLINIZAÇÃO - BELO DEMAIS PARA NÃO MOSTRAR

MAR DA VIDA



                                       Sandra de Queiroz Silva

No vai e vem
Da linha do tempo
O mar e sua brisa
Instala-se nas idades
Que o momento demarca

Na idade tenra
O mar balança
Suas ondas suaves
Com ventos propícios
Barulho de gaivotas
Ventos assoviam
Para ninar

Lá no mar
Vou nadar
Já sou capaz de driblar
A arrebentação
Os movimentos que derrubam
Demarcam um novo tempo
O tempo de descobertas
De um paraíso limpo

Sandra de Queiroz Silva é poeta e escritora Lagunense.
Feminina e sensível, sempre empresta sua força de mulher aos seus belos poemas.  Em "Mar da Vida", revela ao mesmo tempo seu lirismo e sua força de vencer e acreditar na reconstrução do ser humano.

postagem colada de mundodeumapoetisa.blogspot.com