LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

PRESENTE PARA DONA LOLÓ

                                                                               foto e texto por Francisco Carlos Silva

          ELA ME ENLOUQUECE:
- Vocês podem não acreditar, sem problemas, mas é a pura verdade. Olha o que passei nessa terça.
- Boa tarde, minha mãe...
- Oi, Chiquinho, tás bem, meu filho?....Tô morrendo de saudade de ti.
- Eu também, mãe...O que a senhora quer ganhar de Natal?
 - Eu?
-  É...
- Eu quero saltar de paraquedas...é verdade, não tô brincando.
-  O que a senhora quer, mãe?
-  Saltar de paraquedas, sempre tive vontade, com 87 anos faço o que quiser.
-  Mãe, passa o telefone pra Ana Marta...
-  Minha irmã, que coisa é essa, ela está ficando caduca?
-  Não, meu irmão...ela só fala nisso...mais de dois anos.
-  E aí?...
-  Não sei, meu irmão...por mim deixava.
-  Estás doida?....
-  Ela tem 87, meu irmão, tem direito...
-  Alô, mãe...mãe, coloca o celular bem no ouvido...
-  Fala Chiquinho...
- Tudo bem, a senhora vai saltar com um instrutor, vou providenciar, fique tranquila, a senhora tem direito de fazer o que quiser...tudo mesmo.
-  Obrigado, filho...muito obrigado, te amo. Mas tu vai comigo, né?
 -  Eeeuuuuuuuuuuuuuuu?

Francisco Carlos Silva é professor, academico (bacharelando) em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina.

sábado, 6 de dezembro de 2014

A PLATEIA TEM DE ESTAR À ALTURA DO ARTISTA





O famoso regente orquestral brasileiro, cearense Eleazar de Carvalho, estudou música nos Estados Unidos onde se tornou Doutor em Música pela Washington State University.
Nos estados Unidos,  foi Dirigente Musical e regente da Saint Louis Sinphony Orchestra e atuou ao lado de monstros sagrados como Leonard Bernstein, a quem sucedeu após amorte. 
No Brasil regeu a Orquestra Sinfônica Brasileira do Rio de Janeiro, Orquestra Sinfônica de São Paulo e Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.
Conta-se que, certa vez, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro estava regendo Orquestra Sinfônica Brasileira num espetáculo clássico de gala, com a presença do então Presidente do Brasil, João Batista Figueiredo. Num dado momento o presidente começou a conversar com um ministro ao seu lado.
O maestro deu uma travada rigorosa na orquestra, largou a batuta e retirou-se do palco, encerrando o espetáculo, deixando Sua Excelência completamente “quadrado” diante da nação.

Quando ele era o maestro regente da OSPA de Porto Alegre, houve um festival internacional de corais em Montenegro, RS. O Coral Santo Antônio de Laguna era um dos pré-selecionados para o evento. No “grand finale”, o momento mágico da noite, todos os corais estavam reunidos em um só para entoarem o Hallelluja de Handel, sob a batuta da lenda viva Eleazar de Carvalho. O silêncio absoluto traduzia a tensão do esperado momento.
A música dominava majestosa, quando um inocente fotógrafo desavisado, pé ante pé, entra silenciosamente no palco em busca de um ângulo magistral e, PIMBA!
O maestro trava de chofre o gigantesco coral de mais de quatrocentas vozes e encerra a execução.
Só que desta vez ele foi condescendente. Esperou que o intruso se retirasse e recomeçou. Daí em diante tudo fluiu sem incidentes até o final, numa apresentação inesquecível, digna do aplauso interminável de uma plateia extasiada. 



domingo, 9 de novembro de 2014

TAMBÉM NÃO GOSTA DE SUA TELEFÔNICA?


Amigos.
Temos lutado juntos em várias frentes de batalha.
Como cavaleiros medievais temos tentado defender nossa terra, Laguna, contra incontáveis e formidáveis inimigos, muitas vezes, aqueles que nós mesmos escolhemos para cuidar do nosso destino.

Você sabia que a melhor gestora de telefonia do Brasil é a GVT? (pelo menos, na  opinião unânime dos seus usuários).

1. é mais operante
2. é mais moderna (fibra ótica) 
3. é mais barata
4. oferece a banda larga mais rápida, pois fornece a transmissão de dados que realmente você paga.
5. Oferece inúmeros pacotes de TV pos assinatura e mais em conta.


Exemplo, eu pago na OI, por uma internet de 10 Mb, mas recebo menos de um, isso, 1Mb. Isto não é um estelionato? Alguém vender um produto e entregar um outro inferior?

Florianópolis tem GVT, Tubarão tem. Criciuma tem - só passaram por cima de Laguna.

Quero convidar a todos para através de uma campanha sem tréguas podermos instalar a GVT aqui em nossa cidade.

ISTO É LAGUNIDADE.
VAMOS LUTAR POR NOSSAS CAUSAS.

domingo, 19 de outubro de 2014

A LIÇÃO DAS CARAVELAS

As temíveis e poderosas caravelas marinhas(medusas, mães d'água) usam um poderoso esquema de reprodução para perpetuarem sua espécie, garantindo assim a segurança de seu futuro como seres vivos.



Para sobreviverem como seres vivos, alternam ou trocam seu modo de reproduzir de tempos em tempos, para não se tornarem eternas cópias de um mesmo indivíduo.

Entre elas existem indivíduos machos e fêmeas que produzem óvulos e espermatozódes e assim trocam material genético e produzem indivíduos totalmente novos e "renovados".

O filhote é uma larva (plânula) que se fixa no fundo do oceano e começa a crescer na forma de polipo.
Este, assexuadamente, começa a formar camadas de novas medusas, que se depreendem e ganham forma livre, as novas medusas. 

É A ALTERNÂNCIA DAS GERAÇÕES.

O mesmo deve acontecer em política com a alternância do poder, para garantir a sobrevivência da democracia.
O PODER deve trocar de mãos periodicamente para que possa ser renovado com novas ideias, novos dirigentes, novos projetos, novos planos, novas adaptações ao tempo em que se vive.

Por isso, o partido da situação deve dar lugar ao novo.
Este governo deve voltar a ser oposição, para no futuro voltar renovado, mais maduro, mais sábio, com novas lideranças e assim transmitir a democracia aos cidadãos do futuro.

ALTENÂNCIA DO PODER É SABEDORIA E BOM SENSO DE POVO CIVILIZADO.

domingo, 7 de setembro de 2014

UMA AGRADÁVEL TARDE DE AUTÓGRAFOS

                         texto márcio josé rodrigues
                         fotos CEMJ

Em fins de agosto (terça-feira, 26) fizemos uma visita a uma sala de aula de uma importante escola de Santa Catarina em Florianópolis, o Centro Educacional Menino Jesus, referência em educação e ensino em nossa capital.

A missão era fazer uma pequena palestra para cerca de 20 alunos do 4º ano F, exatamente a turma de nosso neto Fernando. 
O tema, Laguna, suas belezas naturais, um pouco de sua história, seus sambaquis, a cidade, seus botos e baleias.
De início tive uma advertência, quando perguntei o tempo de que disporia, que poderia ser de até 45 minutos, mas que eu não reparasse, pois dificilmente manteria a turminha atenta por mais de quinze minutos. 

Desde a chegada, a recepção foi cordial e fidalga desde a orientação escolar até a professora Maria da Graça e uma turminha linda de meninos e meninas, espertos e de olhos brilhantes, desafiadores, de quem anda pelos dez anos de idade.
Sentaram-se em semi-círculo no piso da sala de aula e aí começamos a conversar;  conversar mesmo, pois ouviam atentos e perguntavam, queriam saber mais e também contar sobre seus próprios conhecimentos.

Os quinze minutos escoaram sem sem a gente perceber. 
Fui despertado com umas cutucadas de minha secretária, Vó Gracinha, alertando que estava passando do limite dos 45 minutos. Tivemos que encerrar a tarde maravilhosa com eles, não antes de improvisar uma sessão de autógrafos quando os presenteei com exemplades de meu livro de contos "Antônio dos Botos", com direito até a cobertura fotográfica pelo fotógrafo da escola. 


No fim fomos presenteados com uma adorável estatueta do Menino Jesus de Praga, Livro histórico do Educandário e outros mimos. 
O melhor porém, foi a felicidade que isso tudo nos causou. 
Desejamos, com muito carinho, agradecer à Direção da Escola, à Orientação Escolar e à simpática professora Maria da Graça.






sábado, 9 de agosto de 2014

VIDA


                                           Foto Elvis Palma - Molhes da Barra, Laguna, Brasil.
                                           Texto Márcio José Rodrigues

A vida é a eterna celebração do novo.
Do surpreendente, do inusitado.
As coisas e as pessoas se movem para dar lugar à renovação.
É a alegria do Criador se manifestando a cada dia.
Águas estagnadas apodrecem.
Existir é rio caudaloso.
Alguém comemora seu aniversário.
Celebra mais um ciclo de uma volta completa em torno do sol
sem ter saído de seu pequeno rincão, secreto e único,
onde se desenrola sua história no universo.
Talvez nem se dê conta,
mas em cada um deles havia mimos especiais de Deus.
Um inverno, um verão, uma primavera e um outono inteirinhos,
trezentos e sessenta e cinco dias e tantas outras noites,
tantas auroras e ocasos.
Garoas e tempestades, brisas e ventanias.
Quantas vezes você parou para apreciar o céu estrelado sobre o infinito manto negro,
o raio amedrontador riscando a noite escura com seus caminhos de fogo?
A vida é um teatro onde somos ao mesmo tempo atores e espectadores, onde emocionamos pessoas e pessoas nos emocionam.
E o espetáculo jamais repete, mudam atores e plateia, mas a mesma peça, nunca mais!
Portanto, vivamos o novo de cada dia a cada dia,
A eterna evolução de nossa fábula.

Façamos dela um show digno de aplausos.

terça-feira, 1 de julho de 2014

DEPOIS DA FESTA

Procissão de Santo Antônio dos Anjos nas ruas da Laguna - 2014
Passada a Festa de Santo Antônio dos Anjos em  Laguna, quando as coisas não são mais notícias, mas já viraram história, é o momento de o cronista ficar divagando.
Ontem à noite ao final da missa, um dos festeiros anunciou à comunidade o sucesso financeiro de festa, que rendeu algo próximo de  R$ 300.000,00.
Prova de que o povo aderiu, compareceu, colaborou, um bom sinal de ânimo na cidade, que andava cabisbaixa.

Bispo Diocesano D. João Francisco Salm ladeado pelo Pároco Pe, Lenoir Steiner |Beck e Vigário \paroquial Pe, Itamar Faisca Nunes
Também, pela primeira vez desde 1763, uma disputa fora de propósito, gerou uma contenda entre irmãos durante a apuração dos votos aos candidatos a Provedor, algo que escandalizou e fez pela primeira vez uma eleição desse tipo ser declarada nula pela autoridade paroquial.
Afora isso, a 338ª , isso mesmo, a tricentésima trigésima oitava Festa de Santo Antônio dos Anjos da Laguna decorreu na mais alta ordem, beleza, arte, organização, emoção, religiosidade, pompa e encantamento que só ela tem em todo sul do Brasil.

A Confraria cresce, novos irmãos foram admitidos e solenemente recebidos em suas opas vermelhas por Sua Excelência, o Bispo diocesano, Dom João Francisco Salm, na missa solene do dia 13 de junho.

Santo Antônio em frente de nossa  casa.
Por iniciativa do Irmão Hermes Cardoso, que reside em Boston nos Estados Unidos, pela primeira vez foi conferida a honraria “Personagem de Santo Antônio”, a pessoas que se destacaram ao longo dos anos  por participação destacada na tradicional devoção a Santo Antônio dos Anjos da Laguna, na vida da paróquia e da Igreja.
Este ano o láurea foi concedida a Antônio Gerônimo Herdt,  o “Padre Antoninho”, destacado Pároco por 31 anos, impulsionador da vida da cidade e da Paróquia, dinâmico administrador e pastor, musicista e maestro, que levou o Coral Santo Antônio dos Anjos a destaque internacional.

Desembargador  Carlos Prudêncio, apoiador incansável por anos consecutivos da festa de Santo Antônio, a quem os festeiros têm recorrido sempre e sempre com simpática receptividade e alegria. É um fervoroso devoto do santo padroeiro.

Maurício de Paula Carneiro, ex provedor da Irmandade, administrador do CAEP por longos 30 anos, incansável e indispensável obreiro na paróquia, elemento importantíssimo na administração.

E finalmente, com direito a choque de surpresa, eu, Márcio José Rodrigues, por insignificantes colaborações esporádicas.

Uma festa inesquecível, de muita emoção, prestigiada por mais de 200 pessoas em um almoço abrilhantado pelo Coral Santo Antônio.
Além do aplauso expressivo, das manifestações de alegria dos presentes, recebemos diploma, imagem de Santo Antônio dos Anjos emoldurada em quadro e belíssima  e estatueta de Santo Antônio dos Anjos ( 40cm) esculpida na Bahia, de acordo com a imagem original existente na matriz.
Des, Carlos Prudêncio, Antônio Gerônimo Herdt, Hermes Cardoso e Márcio José Rodrigues.


Os dois sacerdotes que militam na paróquia são estreantes nesta festividade, recém-empossados e se saíram muito melhor que bem em sua primeira empresa de vulto na cidade.
Na verdade, foram muito bem recebidos pela comunidade, são simpáticos, ótimos comunicadores e exercem excelente liderança pastoral.
Parabéns ao Pároco Pe. Lenoir Steiner Becker e ao santo de casa, Vigário Paroquial  Pe. Itamar Faisca Nunes, aos festeiros e a todo o povo antoniano da Laguna.


Irmandade em procissão. - desde 1763

Novo Irmão Georgios Anastasisiadis

Guarda de Honra Irmãos Evandro Perin e Ivan Prates.

Grupo de Festeiras na Igreja Matriz



Grupo de Irmãos recém admitidos.



sábado, 31 de maio de 2014

DESCIDA DE SANTO ANTONIO



A noite desta sexta-feira foi marcada por uma pitoresca cerimônia na igreja matriz de Laguna - Brasil.
 É a tradicional "descida" de Santo Antônio de seu nicho no altar-mor para a nave do templo, onde permanecerá até o fim dos 13 dias da sua multi centenária festa.
Não é uma tarefa  fácil, não; a imagem  de madeira maciça é pesada mesmo e o nicho é bem alto. As manobras requerem extremo cuidado e força de vários homens, através de uma rampa de pranchas de madeira grossa. 

Uma vez descido, o padroeiro é separado do menino Jesus, que vai receber uma roupinha nova, sempre muito elaborada, de renda, crochê e outras artes.com a qual permanecerá até a próxima festividade.
A disputa é grande para tê-lo no colo por alguns instantes.
Para os presentes e principalmente para os que participam diretamente da doce tarefa é muito emociante.
Coisas da Laguna.





LENIRA AMBONI NICOLAZZI RECOLHENDO O MENINO JESUS DO COLO DO SANTO

terça-feira, 27 de maio de 2014

LAGUNA CULTURA - LANÇAMENTO DE DE NOVO LIVRO




 José Genário Machado é escritor e poeta, lagunense, coordenador do grupo REPÚBLICA DOS AUTORES. e membro do grupo CARROSSEL DAS LETRAS
É o organizador desta coletânea autoral "TÃO LONGE TÃO PERTO IV"




Capa por Maria de Fátima Barreto Michels



Maria de Fátima Barreto Michels é professora, escritora, poeta e fotógrafa. lagunense,membro do grupo 
CARROSSEL DAS LETRAS


ENTÃO AÍ ESTÁ O CONVITE ABERTO A TODOS

         5ª FEIRA - 20,00 h  NO DECK 901 - MAR GROSSO


domingo, 25 de maio de 2014

A MORTE ESTUPIDA DE ZARIGUINHO

Marcelo Faria não resiste a emoção

texto por márcio josé rodrigues
fotos por ronaldo ambni



























Este  sábado frio e ensolarado deixou toda uma cidade consternada, estarrecida, triste e decepcionada nesta bela Laguna.
A morte criminosa e irreparável do boto ZARIGUINHO, é mais uma triste prova da estupidez inexplicável que acomete determinados seres humanos, de comportamento antinatural e, infelizmente, fora de controle do poder das autoridades.
A fotografia de Ronaldo Amboni, que mostra a cena pungente da dor sentida por Marcelo Faria, com a mão postada sobreo corpo do amigo,  fala por si só.
Mas, aos que não conhecem, explico:

Pescador em frente ao boto




















Os delfins ou golfinhos, aqui chamados botos, os da Lagoa Santo Antônio, são animais sagrados, especiais. Relíquias, preciosidades. Tanto assim que são amados tanto quanto gente, mas de uma maneira especial.
Eles são enormes, lindos, poderosos e frágeis, inteligentes, porém dóceis e quase “humanos”, se quisermos depreciá-los um pouco. Têm todos, nomes próprios e fazem algo exclusivo e só aqui em Laguna, o que os torna diferentes no mundo todo.
Eles comportam-se como gente, misto de cães de caça, que cercam as tainhas e as trazem aos pés do pescador de tarrafa, fazendo com que essa arte de pesca torne-se eficiente.

Zariguinho era um boto competente e atuava na boca do rio, extremamente amado pelos pescadores que recebiam a cooperação dele.
Sem o boto, Laguna deixa de ser mágica, perde a inocência e mutila sua própria alma.
Os botos são protegidos por lei. (521/97)

Joga a tarrafa agora, Mané



















Mas, inexplicavelmente, existem pescadores inconscientes do que eles representam, que insistem em atravessar redes na foz do rio Tubarão e até no canal da barra do rio e isso é fatal para o boto que se enrede e morra por afogamento, uma vez que são mamíferos e necessitam subir à  tona para respirar.
O armadilha das redes proibidas que  os vem matando em série a cada ano que passa, segue impune  e debocha das autoridades.
A ineficiência dos órgãos legais que poderiam conter esse absurdo, ainda vai extingui-los, numa inconsciência funcional que não conseguimos entender. 
Bastaria, que a polícia ambiental, com suas poderosas e equipadas lanchas fizesse periodicamente o arrasto de um simples anzol ou garateia ao longo de certo trecho do rio, para que caçasse todas as redes.

Ontem mesmo, uma autoridade municipal publicou nas redes sociais as fotografias de uma dessas lanchas e um agradecimento pelo transporte de Laguna a Tubarão para um encontro de tradicionalistas gaúchos naquela cidade,
Nada contra, mas só para provar que as lanchas têm capacidade para executar o serviço.
As vozes que clamam dizem que falta VONTADE!!!


terça-feira, 20 de maio de 2014

18 DE MAIO - ANIVERSÁRIO DO FILHOTE MARCO ANTÔNIO

É maio, amai-o!
Domingo  em Santo Antônio de Lisboa, o dia amanheceu luminoso, calmo e azul.
De manhã fui participar do culto na graciosa igrejinha local.
Anotei na folha dos pedidos especiais dedicando aquela celebração da Eucaristia a dois aniversariantes.
A João Paulo II, a quem acho quem devo uma graça e ao meu filho Marco Antônio, ambos aniversariantes daquele 18 de maio. 
Ao primeiro, agradeci pelos favores e ao segundo pedi por novas graças.
O pequeno templo estava lotado, havia batizados de sete crianças e o clima era de alegria, paz e devoção. 
Os Parabéns.

Voltei para casa com o espírito apaziguado, tranquilo.
Á hora do almoço na casa do aniversariante, a família reunida em torno da mesa em clima de festa, alegria, amizade, amor, abraços e beijos.
Mãe Gracinha e Tia Mércia pilotaram o fogão e dedicaram ao aniversariante o tradicional "cozido de carne", uma delícia da nossa tradição açoriana, de se comer emocionado. 
Espero que gostem das imagens.
O panelão do cozido

Gracinha e Mércia, as cucas.

Tia Nilda a jóia preciosa da família com Marco Antônio.
Nicolas, o mais jovem da turma, com Fernando e Maria Antônia.

O filhote com a "mãezinha. Mais atrás o mano Marcinho e  linda Janaina.



O balcão das delícias

O pirão açoriano de caldo cozido e farinha de mandioca. Ele traz todos os sabores reunidos das carnes , verduras e temperos. É o centro de toda a receita. Precisa arrancar suspiros e ais dos comensais.

Nota:
neste cozido entraram alcatra, peito bovino, paleta, lombo de porco, costela de porco (frescos); charque, frescal, bacon magro, linguiça toscana, paio, linguiça calabresa, ovo cozido, couve, couve-flor, brócolis, moranga, abóbora, abóbora verde, chuchu, batata doce, aipim, repolho, cenoura, cebola, salsinha, cebolinha, pimenta, alho, pimenta do reino, limão e vinho branco seco.

texto e fotos por marcio josé rodrigues




segunda-feira, 7 de abril de 2014

DIA DO JORNALISTA BRASILEIRO

                                                       por márcio josé rodrigues
                                                                                             imagens Google

7 DE ABRI 1831, abdicação de Dom Pedro I ao trono do Brasil em favor de seu filho Dom Pedro II.
O que tem isso a ver com o dia do jornalista?

Giovanni Paptista Libero Badarò era uma médico italiano e jornalista radicado em São Paulo, editor do Jornal "Observador Constitucionalista", ferrenho defensor de um governo constitucional. Corajoso, bem sedimentado em seus princípios, incomodava por certo a monarquia brasileira. 



Assim, no dia 20 de novembro de 1830 foi vítima de uma armadilha mortal, quando se aproximava de sua residência, fato que se atribuiu a mando do imperador. 

Mas o tiro de bacamarte à queima roupa, não calou a voz desse heroico jornalista.

Os fatos que se sucederam ao seu assassinato, desestabilizaram tanto o governo imperial, que só para citar um exemplo, na visita posterior de Dom Pedro a Minas Gerais, no ano seguinte, os sinos das incontáveis igrejas dobravam finados à sua passagem, em luto pela morte de Libero Badarò.

Em 7 de abril de 1831, menos de seis meses após o criminoso atentado, o imperador caiu, renunciando ao trono.

Qualquer semelhança com a tentativa de se amordaçar a imprensa nos dias atuais, como foi na Russia, na China, em Cuba, no Chile, na Argentina, na Venezuela e descaradamente no Brasil, onde a grande imprensa já está a serviço da corrupção e do governo federal.
Jornalistas, comentaristas de TV, jornais, emissoras proibidos de publicar matéria comprometedora dos atos do Palácio do Planalto, a serviço de prefeituras, governos estaduais e federal, controle da Internet...

ABRA OS OLHOS AO LER, OS OUVIDOS AO ESCUTAR.
SUA IMPRENSA É LIVRE,  ESTÁ  A SERVIÇO DA VERDADE OU DE INTERESSES QUE NÃO SE PODEM REVELAR?