LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

terça-feira, 24 de maio de 2011

OS SINOS DA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO

 por Márcio José Rodrigues
No ano de 2000, a tricentenária e veneranda Igreja Matriz silenciou seus sinos pelos próximos 3 anos, para restauração do templo, as cerimônias eram realizadas no grande salão do Centro Cultural. Quando eles voltaram a soar em 2003, à tardinha e de surpresa, durante a celebração da Santa Misssa, uma forte emoção tomou conta de todos, silenciosa, feita de sorrisos em rostos iluminados.
Igreka Matriz de Santo Antônio dos Anjos da Laguna vista da praça
Vidal Ramos ao entardecer.

                   

Os sinos da velha igreja,
A manhã iluminada,
A rua onde eu morava,
Acordando ensolarada.

Passos leves pela casa.
                   Minha mãe, pé ante pé.                   
Pouco depois, da cozinha,
O aroma do café.

Um arco-íris travesso,
                      Filtrando na gelosia,                        
Um vento de mar soprando.
Um cheiro de maresia.

A vida recomeçando,
O ruído na calçada,
Da gente, sob a janela,
Passando pouco apressada.

Os sinos da "Santo Antônio",
Lembrando a doce fortuna,
De se despertar de um sonho,
E amanhecer na Laguna.
                                       
Márcio José Rodrigues