LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

sexta-feira, 29 de julho de 2011

LAGUNA COMEMORA HOJE 335 ANOS DE FUNDAÇÃO

Texto e postagem Márcio José Rodigues
Monumento a Nossa Senhora da  Glória em Laguna SC - Foto Marcinho J. Rodrigues Filho
Docas do antigo cais do portoem Laguna SC - foto Márcio Rrodrigues




Com seus 335 anos de fundação (oficial), mérito do bandeirante vicentista Domingos de Brito Peixoto, Laguna hoje acordou ao som de uma salva de tiros de rojões disparados do alto do Morro da Glória.

O território desta  nossa querida Embiaçá tem sido ocupadopor diversas
civilizações desde 4000 anos, como bem demonstrou Pe. Alfredo Rohr em suas pesquisas em sambaquis.
Já foi berço de uma nação carijó, exterminada pelo escravismo português, num genocídio que a história não pode esquecer .

Laguna é com certeza,  pré-cabraliana, pois leituras de relatos antigos das grandes navegações apontam o conhecimento do território por naus portuguesas exploratórias. 
Até hoje imagino que a famosa "Pedra do Frade" seria um marco demarcatório e de referência para novas incursões do reino lusitano.
Logo após o descobrimento do Brasil, foi porto de abrigo seguro para naus espanholas a caminho do Prata e seu entreposto de aguada e abastecimento num processo de escambo com os índios carijós.
Certamente a nossa fonte da Carioca é testemunha da presença dessa gente e seu nome deriva de "A fonte do Carió (caraí-yoc) ", ou simplesmente, a fonte do carijó.

Oficialmente comemora 335 anos dedicados à expansão do Brasil para o sul  na ocupação do "Continente de São Pedro do Rio Grande ".
Laguna fundou a cidade de Porto Alegre e abriu os caminhos do gado de Viamão.
AD MERERIDIEM BRASILIAM DUXI, bem justifica seu brasão de armas.

A democracia brasileira tem o seu cordão umbilical preso à placenta lagunense, desde que esta pequena, porém valorosa cidade proclamou-se capital de uma república,  a REPÚBLICA JULIANA em plena Revolução Farroupilha, contra um poderoso império totalitarista.

Laguna é sobretudo, mulher, feminina e doce, porém corajosa até as raízes de sua alma, lutadora e aventureira, mercê do seu vento constante que  sempre a convida a enfunar as velas e partir.
Se uma lagunense , Anita, participou da unificação da Itália e lhe deu a dignidade de deixar de ser uma colcha de retalhos para ser um país, os lagunense estão por aí, anônimos, construindo, e  não são raros os que se destacam em várias atividades pelo mundo.
Parabéns, minha cidade, meu bem querer, mãe dos  meus filhos, minha inspiração e meu estado de espírito.
Desejo unicamente que teus filhos te saibam amar e te tratem melhor.


Mariscos e algas no Mar Grosso em Laguna SC - foto Isabella Barzan








Molhes da Barra em Laguna SC - foto Marcio José Rodrigues Filho
Posted by Picasa