terça-feira, 17 de janeiro de 2012

PRECONCEITO

Jabuti Touchè e Nina fizeram amizade sem preconceitos - Foto Márcio José Rodrigues



Um jabuti convencido,
Seguro, na carapaça,
Joga o charme atrevido.

Tentando cair na graça,
Fala baixinho ao ouvido
Da cadelinha de raça.

Monsieur Touchè num papo sem preconceitos com Nina
texto, foto e postagem Márcio José Rodrigues

11 comentários:

Jane Gariba disse...

Q lindos! Uma dupla muito charmosa com um dono talentoso! Parabéns!
Abração,
Jane e Gariba

Anônimo disse...

É, vô tem dessas coisas. Acho que Lafontaine também já era avô, quando fez suas melhores poesias, superando sua verve prosaica.

Cara, não tenhas medo de ser feliz, simplesmente catinua e divide, como agora, tua felicidade conosco.

Um grande abraço deste vovô, também feliz.
Teu mano Jota

Anônimo disse...

Marcinho, meu querido, as tuas fotos falam por si só.
Só quem conhece a história do Touche, sabe o valor e a inteligência deste bichinho.
Me fez lembrar muito e com muita alegria da minha querida Tia Turquesa.
Beijão especial para a nossa amada Garcinha, outro para ti e família.
Assim que for possível, vamos aí !
Até...
Vaninho Faraco e Família

Anônimo disse...

Gatos e cães, tartarugas e borboleta, macaco e anta, entre tantos outros. Se convençam que no reino animal o PRECONCEITO não existe.
Seu amor, eles instintivamente sem orgulho ou interesse.
Abração Doutor
Maria de Lourdes Castro

Márcio Rodrigues disse...

Vocês nao acreditariam se eu falasse deste tartarugo. Gosta de andar pela casa, as vezes acha que e um cachorro, sua comida predileta e pêssego, mast também e mamífero, pois adora pão com leite. Aceita bem banana, mamão e carne moída.

Márcio Rodrigues disse...

Lá Fontaine foi sobretudo um filosofo/sociólogo que muito bem soube cutucar a sociedade do seu tempo. Se ele fosse avô hoje, teria o computador travado com joguinhos e passaria boa parte do tempo arrumando a maquina.

Clarice Villac disse...

Parabéns à família, que sabe respeitar e proporcionar aos bichinhos esse ambiente de segurança, saúde, alegria e carinho ! Por sentirem tudo isso, eles se desenvolvem bem, 'afinam' suas sintonias !
Muito bacana ver coisas assim felizes acontecendo com naturalidade !

Márcio Rodrigues disse...

Andando pela casa, parece que a gente vê a vó por perto. É um abençoado.

Márcio Rodrigues disse...

Animais e crianças ensinam-nos importantes lições de vida.

INAMAR disse...

Maravilha ! Chegará o momento que os humanos também se entenderão.

Anônimo disse...

É assim que nascem as historias infantis que encantam crianças de 3 a 93 aninhos. A cena e os versinhos estão mesmo um barato pois dá pra imaginar um lúdico diálogo. Abraço e parabéns. Fatima.