LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

GANGA ZUMBA

uma mulher muito linda - imagem Gooogle
                                   

Márcio José Rodrigues

Gostaria que esse fosse simplesmente o “Dia da Consciência".

DIA DA CONSCIÊNCIA HUMANA.

 De as pessoas todas depararem-se consigo mesmas e darem-se conta de que cada uma é um ser individual e coletivo, com a possibilidade de viver sua vida particular e poderem participar numa sabedoria comunitária de sobrevivência, convivência e colaboração.

Gostaria que as pessoas olhassem para uma mulher na rua e observassem apenas se é jovem, criança ou madura, se é bela ou elegante; se seus cabelos são loiros ou castanhos, lisos, crespos, longos ou curtos, 
se ela é clara, escura, alta ou baixa.
Simplesmente colhessem a impressão que lhes causa, boa ou ruim, 
agradável ou desagradável.

O mesmo para um homem, se parece um executivo, um operário, um turista, um estudante, conhecido ou desconhecido, amigo, parente.

Pessoas colhendo de pessoas, apenas impressões naturais, de simpatia ou até desinteresse, neutralidade ou afeto.
Até gostar ou não gostar, com naturalidade.

Sei que o mundo chegará aí, com tempo e sem traumas numa convivência cada vez maior sem nenhum preconceito, consciência coletiva de que somos apenas pessoas e especialmente humanos à imagem e semelhança uns dos outros, porque à imagem de Deus.

Como cantávamos na missa de domingo:

Filhos do mesmo Pai
Com sangue da mesma cor
Herdeiros do mesmo céu
Nascidos do mesmo amor.