LAGUNA.

NÃO VERÁS LUGAR COMO ESTE.
AMA DE VERDADE
A TERRA EM QUE NASCESTE

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

ADEUS, AMIGO CLÁUDIO DIAS DE CASTRO RAMOS

ALBUM DE FAMÍLIA - Cláudio e Cecy, com filhas e netas.


  Estávamos em Florianópolis na última quinta-feira, para a formatura do nosso caçula Marcinho, na Faculdade de Direito as UFSC, o que ocorreria poucas horas depois.
Acordado, estava pensando no Cláudio e na Cecy, na vida deles e da nossa, na amizade de tantos anos.
Pensando no Cláudio, pelo ser humano que ele representou como o topo da evolução na escala da qualidade do ser.
Jamais conheci assim de perto alguém que tivesse tanta semelhança com a imagem do modelo planejado por Deus. Um homem tão grandioso quanto humilde e bom. Também não conheci alguém que fizesse da própria vida uma busca tão incessante da perfeição como humano, essa secreta paixão que ele alimentou pelo Deus que morava permanentemente em se coração.

Um homem sereno e calmo, mas corajoso como um profeta, capaz de romper com laços estabelecidos, na sua caminhada para o superior, o atemporal, o infinito. Um apóstolo que lançou todos os valores na caridade, no amor e na fé, tudo o que possuía, e como o conheci, posso testemunhar que jamais esperava algo em troca. Satisfazia-se completamente com uma secreta felicidade de ter feito algo de bom.
Nobre em todos os aspectos, soube vislumbrar em sua amada Cecy, a mulher capaz de seguir com ele a jornada de seguir a vida a dois, na mais perfeita cumplicidade de viver com amor, um eterno noivado, com sobras generosas para repartir com a família, os amigos e as pessoas, enfim.

Lamentamos não podermos estar pessoalmente presentes nestes momentos de dor, especialmente com Cecy, a quem abraçamos com amor e fraternidade.
Pessoalmente, também, sinto-me desprovido de méritos e grandeza para acrescentar qualquer coisa sobre este nosso amigo, mas de qualquer forma, a tristeza também vem agora dizer que é preciso sentir a sua perda.
Agradecemos ao bom Deus, nosso Pai, a graça de ter cruzado nossos caminhos e assim eu tivesse evoluído um pouco mais como ser humano, ao privar da amizade e da convivência com essa família. Acho que continuarei me inspirando em meu amigo, para seguir melhor o tempo que Deus me destinar ainda existir.

Um abraço de sentimento, de amizade e de amor a toda a querida família de Cláudio e aos amigos sinceros que ele cativou.